Constantemente me deparo
Com os meus próprios defeitos
Sempre tentando me iludir
Chegando ao ponto de me enganar

O mesmo rosto no espelho,
mas não sou igual
Os mesmo medos, os mesmos erros,
mas não sou igual
Vidas opostas, semelhantes,
mas não sou igual
Não sou tão simples como antes,
mas não sou igual

Mentiras sempre surpreendem
Sua verdade não me importa mais
Meu ponto forte é tão fraco
Minhas virtudes são meus passos

O mesmo rosto no espelho,
mas não sou igual
Os mesmo medos, os mesmos erros,
mas não sou igual
Vidas opostas, semelhantes,
mas não sou igual
Não sou tão simples como antes,
mas não sou igual

Todos os seus pedidos
Negados por alguém,
todos os seus sorrisos
perdidos no além. (x2)

Vídeo incorreto?