- Hoje uma saudade chegou me atirando pelena
Um bu? sem cabe? um basto sem lombo
Sigo compondo meus tombos a cada romper de aurora

O meu mate hoje cedo, avistei no verde dos campos
No verde que vem da erva mesclado com os olhos teus
Poema de amor sem fim, estrelas pra versos meus

Meus olhos j?st?cansados de andarem longe de ti
J??bastasse a saudade do verde que inspira versos
Falta o brilho dos teus olhos iluminando o universo

Resta a esperan?de ver teus olhos junto dos meus
Um campo de pasto verde, um baio pastando nele
A vida feita em palavras, pra um mate de amor nas casa

- Ah, minha linda!
Quem me dera matear mirando o verde dos olhos teus!

O mate traz os segredos que guardo em bomba plateada
E um dia fazer morada num campo verde estendido
Com a linda em branco vestido, me dando um mate de amor

Depois que se lava o mate a tristeza nos atora
Mas algum verso de amor esconde a m?a e aflora
Mandando a saudade embora pra longe do cora?

Resta a esperan?de ver teus olhos junto dos meus
Um campo de pasto verde, um baio pastando nele
A vida feita em palavras, pra um mate de amor nas casa

Vídeo incorreto?