*Poema: Amarildo Anzolin

Carta que vê a sorte
Cego canta o que vê
Tem olho que enxerga
Tem olho que não
Tem olho que enxerga e pensa que vê
É tiro em olho vivo
Fogueira em olho d'água
Olho-de-peixe é alho por alho
Olho-de-tigre, dente por dente

Carta que vê a sorte
Cego canta o que vê
Meu olho pode piscar
Pra meninas dos seus olhos
É olho roxo, mau olhado
Olho de vidro quebrado
Olho-de-peixe é alho por alho
Olho-de-tigre, dente por dente

*"ver é sagrado
Dá trabalho
Ver e ficar calado
Ver é só retalho
De cima do galho
Fica menor
Amplificado
Quando se olha melhor
Olhar é duro
Se de cima do muro
O sol desce do prédio
Fica escuro
Enxergar não tem remédio
É calo antigo
Olhar é seguro
Mesmo sem critério".
Negro é a cor dos olhos que Deus me deu
Azul é a cor dos olhos que Deus te deu
Qual será a cor dos olhos que Deus nos deus?
"Dentro do olho cabe tudo"

Vídeo incorreto?