Olhe para você e diga o que vê
É só mais um jovem que não sabe o que fazer
Talvez insegurança, talvez desilusão
De quem sabe que o futuro não oferece opção

Nunca teve interesse, não quis estudar
Sabia que de qualquer jeito sempre ia passar
Mas a vida te reprova e disso não dá para fugir

Sem conseguir, sem superar
Perceber que o futuro um dia vai te cobrar
Se arrepender, tentar mudar
O que ficou no passado nunca mais irá voltar

As portas que se fecham te fazem aceitar
Que sua vida seria outra se pudesse voltar
Te fazem recordar e até pensar em desistir
Mas as porradas do dia a dia te forçam a seguir

Tentar consertar, tentar corrigir
A vida não dá duas chances para se conseguir
Pelo menos uma vez é hora de se esforçar