Todas as histórias que eu já ouvi
Me levaram a caminhos que sequer segui
Todos os destinos que foram traçados
Me revelam os desejos a serem alcançados
E muitos dos amigos que eu já perdi, me deixaram os atalhos que até hoje eu sigo, sigo, sigo...

Eu posso caminhar nas pedras
Eu posso voar sobre o mar
Eu gosto de brincar com fogo
Só pra poder me queimar
Eu posso me sentir sozinho
No meio de uma multidão
Eu posso até sorrir para solidão

Eu posso rir do medo
Ver a luz nas sombras
Eu traço um novo rumo
Seguindo a minha vida
Numa Estrada Proibida.

Vídeo incorreto?