Amanhã se perguntarem
pode dizer sem mentir
Foi Berenice Azambuja
que veio e cantou aqui

Nada tenho e nada quero
nada quero e nada tenho
Eu nem sei pra onde vou
e nem sei de onde venho
Sem ter nada tenho tudo
o mundo é minha estrada
Muita gente que tem tudo
perto de mim não tem nada
Quem come em prato de ouro
está nadando em riqueza
As vezes prato de ouro
é espelho da tristeza

E caindo e levantando
levantando pra cair
Caindo é que a gente aprende
nos tombos eu aprendi
Foi aos trancos e barrancos
que eu cheguei por aqui
Eu deixei pra dizer tudo
na hora de despedir
Na riqueza não vi nada
na pobreza Deus eu vi
Adeua que eu já vou embora
pra com Deus que eu vou seguir

Vídeo incorreto?