Outra,
Serei outra vez
Refém do amor impossível
Apenas amostra grátis

Da felicidade de
Outra,
Serei outra vez
A te esperar calmamente
Suplicarei sua presença
Mas sempre serei suplente
Ainda guardo segredos
Ainda aguardo os seus beijos
Quando você não está.

Medo de desabafar meus medos
Medo de ouvir sem parar conselhos
Medo de ter de aceitar sua imagem
É tanto amor sem nenhuma coragem

Outra
Serei outra vez
Beijo você com carinho
Sem checar seu colarinho
Se tem batom de uma
Outra
Sereia às avessas
Que se encanta com promessas
Que nada e morre na praia
Tentando lhe conquistar

Fiel a quem está fingindo
O coração não escolhe
Quem é que vamos amar
Me iludindo com suas conversas
A esperar que volte triunfante
Pra ser mulher, nunca mais uma amante
Mas este dia fica pra outro mês

Outros
Amores vivi
Mas nenhum foi tão intenso
Eu renuncio o que penso
Vou desistir se tentar
Enquanto o meu dia fica pra outro mês
Outra serei outra vez
Mas o coração não escolhe
Quem é que vamos amar
Quem é que vamos amar?

Vídeo incorreto?