Quando você saiu dos meus braços, eu sofri demais
Busquei em tudo um pouco de conforto para a minha paz
Eu me enganei ao pensar que um amor melhor encontraria
Agora que a saudade me judia
É que vejo a falta que você me faz.

Tornei-me um boêmio tentando apagar a saudade sua
Amei outro corpo, mas sua lembrança sempre continua
A noite chega e vem a madrugada, nasce outro dia
A minha cama está de novo fria
Por que outra vez amanheci na rua.

Não sei amor quando será o fim dessa agonia
Sou um homem pobre nas ruas vazias
Querendo um cantinho no seu coração...
Ontem fui feliz contigo, hoje não sou nada
Sou resto de gente jogado na estrada
Sou alma perdida buscando perdão.

Vídeo incorreto?