Todo o tempo que eu viver
Só me fascina você,
Mangueira
Guerreei na juventude
Fiz por você o que pude,
Mangueira
Continuam nossas lutas,
Podam-se os galhos,
Colhem-se as frutas
E outra vez se semeia
E no fim desse labor
Surge outro compositor
Com o mesmo sangue na veia
Sonhava deste menino
Tinha um desejo felino
De contar toda a tua história
Este sonho realizei
Um dia a Lira empunhei
E cantei todas tuas glórias
Perdoe-me a comparação
Mas fiz uma transfusão
Eis que Jesus me premeia
Surge outro compositor
Jovem de grande valor
Com o mesmo sangue na veia

Vídeo incorreto?