Coroné Antonio Bento
No dia do casamento
Da sua filha Juliana
Ele não quis sanfoneiro
Foi pro Rio de Janeiro
Convidou Bené Nunes pra tocar
O lê, rê, ô lá rá
Nesse dia bodocó
Faltou pouco pra virar (Repete 2x)

E todo mundo que mora por ali
Nesse dia não pode arresistir
Quando ouvia o toque do piano
Rebolava, saia requebrando
Até Zé Macacheira que era o noivo
Dançou a noite inteira sem parar
Que é costume de todos que se casam
Ficar doido pra festa se acabar

Curiosa pra daná
Fui chegando no forró
Só vi gente pareada
Parecendo até um nó
Todo mundo coladinho, no escuro do salão
No picado miudinho,sem querer saí mais não
Das meninas ai ui
Dos rapazes ui ai
E das velhas diga adeus,por que que eu já não posso mais
Xote,rock,fobe,estrote
Um beijinho no cangote
Tome xote muito xote tô querendo é provar
Mãe falou pra eu ter cuidado
Pai falou "É tentação"
Mãe falou "Não vá na dança."
Pai falou "É perdição"
Mãe falou "Isso é pecado."
Pai falou "Faz isso não!"
Mãe falou "Ruim pra diabo."
Pai falou "Até que é bom!"
Mãe gritou "Isso vicia, e esse vício só traz dor."
Pai falou "De dor que se chega ao céu, é o gosto do amor!"
Ai mãe, ai que vontade de cantar!
Ai mãe, ai que vontade de gritar!
Agarradinha nesse nego eu vou me embora
Ainda tô na boa tô querendo me acabar
Ai imagina quando eu chegar no céu aí mesmo é que eu vou gostar

Vídeo incorreto?