Baby, dê-me seu dinheiro que eu quero viver
dê-me seu relógio que eu quero saber
quanto tempo falta pra lhe esquecer
quanto vale um homem para amar você.
Minha profissão é suja e vulgar
quero pagamento para me deitar,
junto com você estrangular meu riso.
Dê-me seu amor que dele não preciso

Baby, nossa relação acaba assim
como um caramelo que chegasse ao fim
na boca vermelha de uma dama louca.
Pague meu dinheiro e vista sua roupa.
Deixe a porta aberta quando for saindo
você vai chorando e eu fico sorrindo.
Conte pras amigas que tudo foi mal
nada me preocupa de um marginal

Vídeo incorreto?