Paro no meio da rua
Me atropelei demais
Alguém pergunta as horas
Ou então vai me matar

Freiras lésbicas assassinas
Fadas sensuais
Me vigiam do décimo andar

Tem sempre um lugar
Aonde você não está

Paro no meio da noite (da noite)
Procuro a tua mão
Você tá tão distante (distante)
Num sonho que eu nem sei

O pensamento é a guerra
A guerra civil do ser
Entro no teu corpo
Quero te conhecer

Tem sempre um lugar
Onde você não está

Paro no meio de tudo
Que eu tive e que eu não tive
Já me esqueci de tudo
De tudo o que eu te disse

Foram frases decoradas
Tristes e sagradas
Feito missas toda a madrugada
Tem sempre um lugar
Onde você não está

Vídeo incorreto?