(Cezar e Paulinho)
Meu avô tocou viola
O meu pai é sertanejo
Fui crescendo com a viola
Sendo aluno dessa escola
Sou feliz agora vejo
Eu colhi felicidade
Pelos circos e coretos
Pelos cantos e cidades
O meu pai cantou verdade
E o meu tio fez o dueto

(Craveiro e Cravinho) Citação: Adeus morena, adeus
Na casa de Mané Pedro
Foi numa festa de São João
Cantei moda de viola,
Cateretê lá do meu sertão
Toada paraguaiana
Remexe no coração
Eu fiz a velha chorar
E a moça sentir paixão
Eu fiz a velha chorar
E a moça sentir paixão

(César e Paulinho)
Craveiro e cravinho
Somos fãs e frutos seus
Somos Cézar e Paulinho
Prosseguindo com carinho
A missão que Deus nos deu

(Ed e Fábio Cezar)
O meu pai vive na estrada
O meu tio é companheiro
Enfrentando as jornadas
Noites, dias, madrugadas
E a esperança o tempo inteiro
Uma dupla sertaneja
Que canta desde menino
Um dueto tão bonito
Ecoando no infinito
Maravilha, dom divino

(Cézar e Paulinho) Citação: O Feijão e a Flor
A flor era você
E o feijão era eu
Abraçados um ao outro
Comigo você cresceu
*Meus filhos, e meus sobrinhos... Ed e Fábio Cezar

(Ed e Fábio Cezar)
É um dom de pai pra filho
Cantar mensagens de amor
Confirmando as referências
Hoje somos a seqüência
Geração de cantador

(Cézar e Paulinho)
É um dom de pai pra filho
Cantar mensagens de amor
Confirmando as referências
Hoje somos a seqüência
Geração de cantador

(Todos)
É um dom de pai pra filho
Cantar mensagens de amor
Confirmando as referencias
Hoje somos a seqüência
Geração de cantador

Vídeo incorreto?