Meu pai morava comigo quando nasceu meu filhinho
Ele ficou tão contente por ter aquele netinho
Foi ele que me ensinou a dar os primeiros passinhos
O menino foi crescendo, botando amor no velhinho
Que somente ele dormia no colo do vovozinho

Mas quando ele fez dois anos meu velho pai faleceu
O menino sentiu tanto que também adoeceu
Com uma tal paralisia certa dia amanheceu
Não podia mais andar seu corpinho enfraqueceu
Deitado em sua caminha chamava pelo avô seu

Foi ai que eu me lembrei que eu tinha uma fotografia
Peguei e dei pro menino pra ver se ele se entretia
Quando ele pegou a foto já sorriu de alegria
Apertando contra o peito essas palavras dizia
Meu querido vovôzinho quanto tempo eu não te via

Com toda sua inocência falava pro retratinho
Volte de novo comigo meu querido vovôzinho
Desde que o senhor foi embora eu fiquei aleijadinho
É grande meu sofrimento eu não sei andar sozinho
Volte de novo comigo pra guiar os meus passinhos

E naquele mesmo instante meu filho se levantou
Com o retrato na mão pelo quarto ele andou
Daquela fotografia uma lágrima brotou
E mesmo depois de morto, meu querido pai chorou
Foi o milagre da foto, o meu filhinho sarou

Vídeo incorreto?