Eu espero você rir,
pra chuva terminar
e acalmar as horas
mas as coisas por aqui,
não mudam sem doer,
não passam sem ferir
não deixam de me rever, lembrar
deixar os dias mais contados,
calados, gelados sempre as mãos

Eu esqueço de pedir,
pro tempo se rebelar,
prolongo a sua espera,
mas as pessoas por aqui,
não querem se apressar,
não podem se arrepender,
sem ter que imaginar
porque chorar, mentir um pouco,
o tempo todo, o tempo todo
mentir um pouco, o tempo todo...

Sobre suas mãos,
o medo encontra solidão
e o vento espera pra soprar o risco de se levantar
e viver mais do que palavras
e histórias mal contadas
e desculpas repetidas
engolidas pelo tempo todo
mentir um pouco, o tempo todo...

Vídeo incorreto?