Então não vem roubar minha brisa
Avisa que nóiz não quer pose
Se for bater não alisa
E acerta igual tiro de doze

E eu de doze mola varando o telhado de casa
O mesmo filme se repete após sete vela em brasa
Janela entre aberta e eu na portinhola
A sombra sempre me assusta se alguém passa lá fora

Eu já desci conforme o morro
Corro conforme a pressa
Mas dessa vez é roça
Se reagir nóiz sapeca

Quem passou a fita deu milho na banca
Muleque vacila maluco que espanca
Cromada na cinta o gate na bota
Meio quilo de coca mocado na sanca

Cromada que grita a fuga do golfão
Só que se o pneu frita o piloto a milhão
Quinta no câmbio nó na garganta
Reza pra santa sangue na mão

Pivete que corre dirige de porre
Afunda a narina num pó pra curtir
Curva a mil sua mina só viu
Chorando as pitanga ele ta na uti

Eu nunca fui bom pra teatro
E evito o retrato na cena da treta
Misturou cocaína tesão gasolina
Foi suficiente não viu a carreta

Ele tava atrás da death com outra mina de staff
Numa caranga branca com o estofado bege chapa
Nunca precisou de risco mesmo assim mandava um trisco
Hora errada faixa errada sem querer ele piscou

Dando um tapa na planta
E eu prefiro uma fanta em lata
Só que os envolvidos tinha a planta
E sua pimenteira já tava fraca

Achou uma mina que flagra
Pique draga ela te drena
Pra outro chapa que na sul
Já ganhava todo o esquema

Toma de assalto sabia do cofre
Trazia no salto a muni da glock
Rapela o lock com o pela de pop
Seu truta cuzão nem te avisa do golpe

Era um cel meio quilo de prata um cordão
Um pelote de hacka prontin pra sessão
Na missão foi só guela levaram do bolso
Os pen drives com os sons do dalsin vacilão

Vídeo incorreto?