Refrão:
Hoje quero ficar, sentado de frente pro mar
Sentir bate a brisa esperando o sol chegar
Eu quero viajar, eu quero mergulhar
Eu quero uma gelada e um fino pra queimar

Eu quero minha gata pra na rede se deitar
Ouvindo um bob marley e dançando sem parar
Vo chamar uns camarada pra gente legalizar
É sentido guaratuba, matinhos e caiobá!

É fim de semana e o jeito é muda o role
Ta mais de 28 graus e a serra eu vo desce
Comprei larica, umas breja e aluguei uns dvd
Pois minha gata vai ta junto e é mais facil se perde
Eu vo me entreter com as bongadas, grandes bongadas
Que é do madera e é pra chapa logo de cara
O tempo não para só corre vagabundo
Por isso eu quero aproveita cada segundo

Refrão:
Hoje quero ficar, sentado de frente pro mar
Sentir bate a brisa esperando o sol chegar
Eu quero viajar, eu quero mergulhar
Eu quero uma gelada e um fino pra queimar

Eu quero minha gata pra na rede se deitar
Ouvindo um bob marley e dançando sem parar
Vo chamar uns camarada pra gente legalizar
É sentido guaratuba, matinhos e caiobá!

Pô! não fode chuva, nao roba minha brisa
Se for venha amanha e pelo menos me avisa
Ou venha de um jeito misturado com o sol
Que eu vo ta zuando jogando futebol
Thcanabinol na cabeça é outra parada
Me faz lavar a alma dentro da agua salgada

Entao vo fica na praia longe de ta extressado
Adeus selva de pedra meu celular ta desligado

Refrão:
Hoje quero ficar, sentado de frente pro mar
Sentir bate a brisa esperando o sol chegar
Eu quero viajar, eu quero mergulhar
Eu quero uma gelada e um fino pra queimar

Eu quero minha gata pra na rede se deitar
Ouvindo um bob marley e dançando sem parar
Vo chamar uns camarada pra gente legalizar
É sentido guaratuba, matinhos e caiobá!

É coisa linda na estrada paisagem natural
A mata flora fauna o espaço ocidental
Que muitos no mundo ve, mas poucos no mundo sente
Todos querem ter e levar ela pra sempre

Eu encontro no meu role viagens independentes
Entre espaços ciderais e luas incandecentes
Meninas indecentes faladores sem dentes
E um dia todo só pra vadiar derrepente

Eu falei que sairia dessa selva de concreto avisei que pra você eu mandaria um papo reto
Me encantei no caminho entre mares e desertos inteligentes que vi sozinho e bobos mais que espertos o rato roeu o caneco o pato foi com bico até roma, quem tem boca vai a boca e quem tem fé não abandona nunca jogue a lona, sempre persista acredite em si mesmo e se jogue na pista...


Refrão:
Hoje quero ficar, sentado de frente pro mar
Sentir bate a brisa esperando o sol chegar
Eu quero viajar, eu quero mergulhar
Eu quero uma gelada e um fino pra queimar

Eu quero minha gata pra na rede se deitar
Ouvindo um bob marley e dançando sem parar
Vo chamar uns camarada pra gente legalizar
É sentido guaratuba, matinhos e caiobá!

Eu vou me manda, pras praias do paraná
A ilha do mel garante meu bem estar
As mina tão pertinho e a fumaça ta no ar
Delumbra acordando os vizinhos viemos pra vassora

Eu vou atormenta até de manhã, se eu não durmo ninguem dorme desde hold a fã
Entre cedo e çalan, eu fico com avelã de manhazinha um cházinho sabor hortelã

Parafina na prancha, skate no asfalto, bomba na mão, maloqueiro nato, não tem saco pra aguentar patrão e chato no planalto mauricinho que a mamãe troca e passa talco, os mano lá do mato bebe e fuma carlton manda um salve pros mano que moram mais pra baixo, praia de leste ipanema põe o play no carro e sai curtindo o som que veio pra causar estrago.

Refrão:
Hoje quero ficar, sentado de frente pro mar
Sentir bate a brisa esperando o sol chegar
Eu quero viajar, eu quero mergulhar
Eu quero uma gelada e um fino pra queimar

Eu quero minha gata pra na rede se deitar
Ouvindo um bob marley e dançando sem parar
Vo chamar uns camarada pra gente legalizar
É sentido guaratuba, matinhos e caiobá!

Vídeo incorreto?