Boi mandingueiro que vem lá do Maranhão
Viajando de terceira
Nos ombros do caminhão
Boi mandingueiro que vem lá do Maranhão
Viajando na canseira
Nos braços do caminhão

Chegando de madrugada
Na chapada de cimento
Procurando com os olhos
O que não é fingimento
Assustado de ver o medo
No olhar do companheiro
Procurando saber do segredo
Desse curral grande de gado sem boiadeiro

Dorme no chão
O silêncio do boi mandingueiro
Dorme no altar
A dança desse boi mandingueiro
Dorme na praça
A saudade do boi mandingueiro
Na biblioteca
Olha o chifre do boi mandingueiro
E na escola
Dorme a pinta do boi mandingueiro
E lá no alto
Tá tudo que é do mandingueiro
Tudo que quer ser mandingueiro
E não vê o mandingueiro chegar
Tudo que quer ser mandingueiro
E não vê o mandingueiro passar
Com seu colar de prata
Com sua pinta preta
Com seu requebrado
Fazendo uma careta

Vídeo incorreto?