Por tantas vezes que tentou me enganar.
E pensar que foi assim...
Por todos os dias da minha vida, mas agora não!
Não vá dizer os seus motivos.
Aqui dentro ainda mora um coração...
... que quer voar.
Meu impulsor do sofrer não vai mais me manter preso, eu preciso abdicar.
Me libertar... respirar...
Não quero mais viver(assim!)
Não vou mais querer!(não!)
Você também tem culpa!
Você também tem raiva!
(Eu tenho culpa! Eu tenho raiva! Você sente minha dor? A única que não te toca! Você não Vê, mas ainda existe!)
Não vou ouvir nem perceber, sentir ou ver, mas vou fazer.
Preciso agir, conscientizar, não vou matar(não vou!)
Não!
Não vou deixar que esse olhar me conduza ao sofrer.
Toda liberdade que eu construí vale mais que suas distorcidas noções de amor...

Vídeo incorreto?