Estamos sempre à procura de amor
Estamos sempre colorindo a dor
Somos todos jovens em busca de abrigo
Cansado sigo com meus pés no chão
Nas minhas costas o meu violão
Somos todos jovens em busca de abrigo

E não me peça pra parar, pra deixar de ser eu
O destino fica ausente se você se perder
E não me peça pra deixar, de tentar entender
O meu medo, minha mente, o meu corpo e você

Sempre a deriva perco minha razão
Busco amigos na solidão
Somos todos jovens em busca de abrigo
Desejo além do que posso tocar
Tenho lembranças que me fazem chorar
Somos todos jovens em busca de abrigo

E não me peça pra parar, pra deixar de ser eu
O destino fica ausente se você se perder
E não me peça pra deixar, de tentar entender
O meu medo, minha mente, meu amor por você

Vídeo incorreto?