Deus, eu não sei, dizer o que sinto
Deus, eu não sei, escrever a canção
Sem esperar, eu sei orar, e sigo ouvindo
A tua voz, que nunca me abandonará

Tu és pai dos órfãos, desce e resgata-nos
Preciso de Ti outra vez
Amigo dos sem amigos, desce e resgata-nos
Preciso de Ti outra vez

Quantas famílias choram agora, meu Deus
Quantos filhos, clamam pelos seus pais
A minha dor Deus acolheu e trás na memória
Ele derramará vinho novo na casa de Deus

Tu és pai dos órfãos, desce e resgata-nos
Preciso de Ti outra vez
Amigo dos sem amigos, desce e resgata-nos
Desce e visita-nos, preciso de Ti outra vez

Deus, eu não sei, dizer o que sinto
Deus, eu não sei, escrever a canção
Sem esperar, eu sei orar, e sigo ouvindo
tua doce voz, que nunca me abandonará

Tu és pai dos órfãos, desce e resgata-nos
Preciso de Ti outra vez
Amigo dos sem amigos, desce e resgata-nos
Desce e visita-nos, preciso de Ti outra vez

Vídeo incorreto?