Todo dia, é uma agonia
Ela deixa o som topado
E eu já fico ligado

E eu corria, pois já sabia
Que seu corpo trabalhado
É um convite do meu agrado

Ela me mata, me mata, me mata, me mata
Com seu shortinho apertado
De top less no gramado
Tá me olhando de lado

Ela me mata, me mata, me mata, me mata
Com seu corpinho sarado
O seu cabelo ondulado
Não dá pra ficar parado

Depois ela vira
Com a mão no cabelo
Dá uma piscadinha pra mim

Me mata, me mata
Ela sabe que lidera
É a gata que impera

Me mata, me mata
Sua imagem não esqueço
Penso, logo enlouqueço

Vídeo incorreto?