Vem mostrar a garra e a raça
Em preto e branco balançar os corações

Voa bem mais alto ora voa
Sacudindo a passarela gaviões

Duas faces um contraste
É assim a natureza
Obra de pai oxalá (que beleza)
Tão divinal é o poder da criação
Harmonia que foge à imaginação

Clareia obaluae
Clareia a escuridão
Clareia para que negros e brancos
Enfim se reconheçam como irmãos

Tem o preto, tem o branco, em tudo tem
A branco e preto colorindo o infinito
Nos sonhos ou em cada fantasia
Simbolizando a esperança em nossos dias
No samba e no futebol
Imprensa, cinema e televisão
É de fato o concreto e o abstrato
É força popular é tradição

Eô, é o esplendor
A aliança entre os povos no brasil
O estandarte altaneiro
A própria alma deste povo brasileiro.

Vídeo incorreto?