Estamos aqui no tablado
Feito de ouro e prata
E de filó de nylon
Eles querem salvar
As glórias nacionais
As glórias nacionais
Coitados
Ninguém me salva
Ninguém me engana
Eu sou alegre
Eu sou contente eu sou cigana
Eu sou terrível
Eu sou o samba
A voz do morto
Os pés do torto
O cais do porto
A vez do louco
A paz do mundo
Na glória

Eu canto com um mundo que roda
Mesmo do lado de fora
Mesmo que eu não cante agora
Eu canto com um mundo que roda
Eu e o Paulinho da Viola
Viva o Paulinho da Viola
Ninguém me atende
Ninguém me chama
Ninguém me rende
Ninguém me engana
Eu sou valente
Eu sou o samba
A voz do morto
Atrás do muro
A vez de tudo
A paz no mundo
Na glória

Vídeo incorreto?