Não aprendi dizer adeus
Não sei se vou me acostumar
Olhando assim nos olhos teus
Sei que vai ficar nos meus
A marca desse olhar

Não tenho nada pra dizer
Só o silêncio vai falar por mim
Eu sei guardar a minha dor
Apesar de tanto amor vai ser
Melhor assim
Não aprendi dizer adeus mas
Tenho que aceitar que amores
Vem e vão são aves de Verão
Se tens que me deixar que seja
Então feliz
Não aprendi dizer adeus
Mas deixo você ir sem lágrimas
No olhar, se adeus me machucar
O inverno vai passar, e apaga a cicatriz

O inverno vai passar, e apaga a cicatriz
Não aprendi dizer adeus

Chuva no telhado
Vento no portão
E eu aqui
Nesta solidão...

Fecho a janela
Tá frio o nosso quarto
E eu aqui
Sem o teu abraço...

Doido prá sentir seu cheiro
Doido prá sentir seu gosto
Louco prá beijar seu beijo
Matar a saudade
Esse meu desejo...

Vê se não demora muito
Coração tá reclamando
Traga logo o seu carinho
Tô aqui sozinho
Tô te esperando...

Quando você chegar
Tira essa roupa molhada
Quero ser a toalha
E o seu cobertor...

Quando você chegar
Mando a saudade sair
Vai trovejar, vai cair
Um temporal de amor...

Um temporal de amor
Um temporal de amor
Um temporal
De amor
De amor

Quando você chegar
Tira essa roupa molhada
Quero ser a toalha
E o seu cobertor...

Quando você chegar
Mando a saudade sair
Vai trovejar, vai cair
Um temporal de amor...

Um temporal de amor...
Um temporal de amor!

Vídeo incorreto?