Quantas lágrimas


Muitas coisas acontecem a cada dia
Temos que conviver com isso da nossa maneira
Tem muita miséria na tela
Com comerciais no meio

E os russos não tardarão
Tio Sam não vai querer esperar
Não importa se você é negro ou branco
Você nunca teve um direito sequer

E olhe para os céus eternos
Veja guerra lá
O que uma vez era um paraíso
Agora é destruição e desespero

Em outros mundos morrem as crianças
Por falta de comida, doentes por causa de moscas
Oprimidos por tropas que tomam sua terra
É tudo a mesma coisa de novo

Se um homem é livre na terra
Então carrascos impedem seu nascimento
Eles dão coronhadas em sua face
E deixa a mulher atordoada na maca

Então levante-se e defenda seus direitos humanos
Empurre de volta esta peste de ódio
Erga sua voz passe pela luz
Unidos! Não é tarde demais

Quantas lágrimas derramaram
Até se tornar um mar de medos
Quantos corações serão dilacerados
Até que outro tormento comece

Mas antes do mundo
Se transformar em um sol
Toda a crueldade e violência
Na terra estarão mortos e acabados

Então levante-se e defenda seus direitos humanos
Empurre de volta esta peste de ódio
Erga sua voz passe pela luz
Unidos! Não é tarde demais

Quantas lágrimas derramaram
Até se tornar um mar de medos
Quantos corações serão dilacerados
Até que outro tormento comece