Eu vejo o que você não vê
Eu acho em mim
Abismo sobre abismo
Agora e toda hora orai por mim

Portas e janelas
Eu te vi fugir
Eu tentei telegrafei
Passei por dentro dos teus olhos

Devorando mutações
Sons de outras frequências
Nessas outras dimensões
Desfrutar estados alterados da percepção

Em pleno descontrole
O que restou pra gente
Eu te mato à tarde
Pra te amar pra sempre

Porque é que toda noite
Eu entro em outro bar
Triste assim tomo o seu olhar
E saio sem pagar

Sopra o vento e dispersa o meu cinismo
E algumas nuvens de orgulho
Cai a chuva que lava o meu remorso
E flores secretas dentro de nós

Vídeo incorreto?