Sob o sol de maio
A chuva cai
O medo é real, habita o alto das montanhas
Fere como um raio
O homem tem direito de escolher
Crescer,ser uma flor, então sumir na estrada até
Seu nome se apagar no céu
Não vá querer dizer o que fazer
Ao coração, livre pra escolher
Não vá dizer o fim da estrada também
Pode ser o amanhecer
Só quem foi marcado sabe bem
Tem histórias pra contar quando o verão chegar
Com suas novidades no ar
Não vá querer dizer o que fazer
Ao coração, livre pra escolher
Não vá dizer o fim da estrada também
Pode ser o amanhecer
Não tenho mais nada pra te dar
A não ser minha verdade
Que os muros caiam, estou pronto para ir
Abram todas as fronteiras, o que feriu a sua pele me atingiu
Não vá querer dizer o que fazer
Ao coração, livre pra escolher
Não vá dizer o fim da estrada também
Pode ser o amanhecer
Não vá querer dizer o que fazer
Ao coração, livre pra escolher
Não vá dizer o fim da estrada também
Pode ser o amanhecer

Vídeo incorreto?