Não tenha nada, não tenho casa
Não tenho ideias, não tenho o que for
Não disperte o ódio, não disperte inveja
Nessa terra pobre só se tem rancor

Não se sinta livre, não se sinta em casa
Não há mais tempo pra sonhar com nada
Sobra violência e pra competição
Na terra do futuro ganha a produção

A gente afunda no mesmo barco
No bairro o luxo da desigualdade
Agora eu peço trégua pra essa cidade
Eu peço um passo pra fraternidade

Rio, minha vida por um fio
Faça tudo e nem um "pio" Rio...
Rio, acenderam seu pavio,
Tem piedade dos seus filhos Rio...

Não tenha nada, não tenho casa
Não tenho ideias, não tenho o que for
Não disperte o ódio, não disperte inveja
Nessa terra pobre só se tem rancor

A gente afunda no mesmo barco
No bairro o luxo da desigualdade
Agora eu peço trégua pra essa cidade
Eu peço um passo pra fraternidade

Rio, minha vida por um fio
Faça tudo e nem um "pio" Rio...
Rio, acenderam seu pavio,
Tem piedade dos seus filhos Rio...

Vídeo incorreto?