Essa saudade que me bate me domina
Me chateia, me azucrina, certamente minha sina
É padecer na solidão,
Fico trancado nesse quarto isolado
Coração tá machucado
Se sentindo rejeitado por essa paixão
Eu tô carente, tô maluco, tô doente
Tonto e o coração sente
Seu amor está ausente
E eu não sei se vai voltar
Fico pensando, sonho que está voltando
Me imagino te abraçando, minha boca te beijando,
Desse sonho não quero acordar
Não sei por que me escondo na sombra do abandono
Se o seu jogo eu não sei jogar
Quem sabe o mundo conspira
E os meu versos te inspiram pros meu braços voltar....

Ai, que saudade matadeira
Se ela soubesse que meu coração padece
Que dela não se esquece, talvez isso até fizesse
Ela voltar pra mim
Não sei por que me escondo da sombra do abandono
Se o seu jogo eu não sei jogar
Quem sabe o mundo conspira
E os meu versos te inspiram pros meus braços voltar...

Ai, que saudade matadeira
Se ela soubesse que meu coração padece
Que dela não se esquece, talvez isso até fizesse
Ela voltar pra mim.

Vídeo incorreto?