Abri os olhos

Abri os olhos;
Não quero mais fingir;
Meus sentimentos;
Não posso mais controlar;

Abri a porta;
Não tenho para onde ir;
Eu tive medo;
Mais juro que tentei fugir;

Queria poder fugir como um maratonista faz;
À passos largos, e de vez em quando, olhando pra trás;
Lembrar das coisas boas, e as ruins, adeus, até nunca mais;
Sentir o vento livre. E o sorriso que nem me lembro mais;

Abri os olhos;
Não quero mais fingir;
Meus sentimentos;
Não posso mais controlar;

Abri a porta;
Não tenho para onde ir;
Eu tive medo;
Mais juro que tentei fugir;

Queria que isto tudo fosse um sonho, ou algo mais;
Uma ilusão, ou pesadelo como em "Alcatras";
Poder acordar, e ver, que nada mudou;
Que não morreu, e sim. Estabeleceu-se o 1º amor;

Abri os olhos;
Não quero mais fingir;
Meus sentimentos;
Não posso mais controlar;

Abri a porta;
Não tenho para onde ir;
Eu tive medo;
Mais juro que tentei fugir;