Como a corça suspira, pelas corretes das águas
Como chuvas de verão, como o orvalho da noite
Assim a minha alma suspira por Ti, oh grande Deus
Como pelicano no deserto, espero em Ti, oh Deus.

Tenho prazer na Tua Lei, nela medito noite e dia
O deserto, a sequidão, hei de ver um novo dia
A chuva cair e serei como árvore junto ao ribeiro
Na prápria estação seu frutos darão
As folhas não caem,(caem)
e o que fizer prosperará.

Vídeo incorreto?