Você vê essa cidade que agora está de pé
O meu pai aqui plantou milhões de pés de café
A primeira casa erguida foi seu rancho de sapé
O velho chegou sozinho pro que der o que vier
Com amor e muita luta, enfrentou a terra bruta
Com coragem e muita fé

Quando os índios atacavam gritando lá das fronteira
Meu pai manobrava firme carabina e cartucheira
Os bicho feroz das matas também morreu na chumbeira
pros bandidos e assaltantes o meu pai foi à barreira
Pra defender esta terra, o velho fez uma guerra
Sem precisar de trincheira

Eu passo nessa cidade e vejo a população
Movimento de transporte cereais e algodão
Vejo escola e ginásio e uma fina educação
Ao ver uma carabina já me dói o coração
Quem lutou por tudo isto, sofreu igual Jesus cristo
E não teve compensação

dessa história do meu pai me lembro e pego a chorar
Lutou por uma cidade e não pode aproveitar
Ele morreu na miséria dentro de um rico lugar
É como diz o ditado pra vocês eu vou falar
Morre o homem e fica a fama, lutando ele fez a cama
Pra outros poder deitar

Vídeo incorreto?