(Declamaco)
A vida é assim
E as vezes nos prega peças nada engraçadas
Eu que era feliz até a semana passada
Ria e zombava de quem chorava por amor
Aconselhava a esquecer a dor e tocar a vida pra frente
Mas de repente...
------------------------------------------------

Agora sou eu
Que tô aqui nessa mesa de bar
Sozinho e sentindo a mesma dor
Tentando esquecer o que me faz chorar

Me ferrei
Acreditei nessa bandida que me enganou
Implorei pra que não fosse mas tudo acabou
Agora quero que o mundo se exploda

(Refrão)
Tô nem ai pra mim
Vou entrar dentro da garrafa até passar mal
Quero que o coração e o corpo fique tudo igual
E a cabeça não consiga pensar nela

Quem tiver dor de amor
Não me procure que conselhos nunca mais vou dar
Mas se quiser cair, beber, chorar se arrebentar
Chega pra cá e me ajude a esquecer dela

(2ª Parte)
Me ferrei
Acreditei nessa bandida que me enganou
Implorei pra que não fosse mas tudo acabou
Agora quero que o mundo se exploda

(Refrão)
Tô nem ai pra mim
Vou entrar dentro da garrafa até passar mal
Quero que o coração e o corpo fique tudo igual
E a cabeça não consiga pensar nela

Quem tiver dor de amor
Não me procure que conselhos nunca mais vou dar
Mas se quiser cair, beber, chorar se arrebentar
Chega pra cá e me ajude a esquecer dela

Vídeo incorreto?