O dia amanhece como todo dia,
Mas já não brilha desde que você partiu.
Sem avisar foi, no vento sumiu
E num assopro me deixou esse vazio.

A noite escurece como toda noite,
Mas já não existe boemia e nem luar.
Tudo entristeceu, não há mais lugar
Pra poesia da alegria de amar.

Mas ontem mesmo eu sonhei com a sua volta,
E no meu sonho a tristeza não está.
Tu me pedindo pra que eu abrisse a porta,
E eu sorrindo, mal podia acreditar.

Então entravas perfumando o caminho,
E eu sozinho me prestava a admirar.
Ah se eu soubesse de um jeito que eu pudesse
Transformar a vida em sonho, não iria acordar.

Vídeo incorreto?