São lindas as cáries
Da boca que mordo
São puros os germes
Da língua com gosto
De limão e (ou) de gim
De você pra mim
Não há um vírus
Que me faça mal
No hálito de quem
Ainda não tem
Pecado capital
E do tártaro da boca
Que provei
Quero todos os micróbios
Saliva que me faz
Forte ainda mais
E que deixa
Minha cabeça doida
Em paz

Hálito de hortelã
Como o da Ingrid Bergman

Pecado capital
E do tártaro da boca
Que provei
Quero todos os micróbios
Saliva que me faz
Forte ainda mais
E que deixa
Minha cabeça doida
Em paz

Vídeo incorreto?