Você pediu, resolvi atender
O resultado agora é imprevisivel
Tentei mudar, amenizar, favorecer
Tenho que reconhecer que foi quase impossivel
E do começo quando resolvi chegar
Sinto uma forte negatividade pairando no ar
Posso deixar passar batido, já era
Mas já que passou na minha, vou tirar proveiro dela
Daqui pode sair tudo de bom ou de ruim
Vai depender da dose que você aplicar em mim
Então, tá ai, chega ai pra sentir
Mas se não tiver disposição fica bem longe daqui
Hoje em dia, quem diria, eu tô frio feito gelo negro
Nem pareço aquele moleque que de tudo tinha medo
De tanto ouvir, "para ai negão, não se mova"
Vem o que vier em cima, o resto que se foda
Tenho bondade e maldade, tudo bem dosado
Mas não sou eu quem determina qual será usado
Ultimamente até pra dar um rolé tá embasado
Por mais que você saia bem intencionado
Alguma coisa sempre fica pra desbaratinar
Os manos tá ligado, nem sempre tá legal no seu pedaço
Fica em casa não vale, vou cola nos camaradas pra curtir qualquer lado
Na cidade, pinga é o que não falta, porem
Pode acontecer de tudo na ida ou na volta
Pode rolar treta por qualquer dose a mais
Ou de repente ficar tudo em paz
Mas eu quero colocar em questão um assunto que me chama muita atenção
Fato curioso é que eu tenho observado que nós
Tamo virando personagem de fantasia de playboy

A verdade eu vou dizer mesmo sabendo que el doi
Favela é favela
Playboy é playboy
Pra colar tu vai ter que ter respeito por ela
Playboy é playboy
Favela é favela

é só sair na rua e se ligar
Vai encontrar uma pá de playba em qualquer lugar
Na caranga o som no talo
RAP nacional, a voz do gueto estilo original e tal
é claro que pra você essa onda vai passar
Vai mudar quando o proximo verão chegar
Pra nós é diferente, existe uma identidade
Respeito ao sentimento da comunidade
Enfim, eu sei que a musica é universal
O RAP não é diferente, eu tô ciente
Mas eu fiquei encomodado com varios comentarios
A respeito de como nós e outros tem se comportado
Playboy debatendo, quem diria, como deve proceder quem mora na periferia
É ruim de aceitar, não da pra deixar de te convidar
Vem passar um fim de semana com agente lá
Sem tudo de bom e de melhor
Sem ter ninguem pra segurar a sua onda de pó
Quando os homi enquadrar não vai ter celular pra ligar
pedir pinico pro papai vir buscar
No meu tempo de moleque não me esqueci
Tinha várias brincadeiras pra se divertir
Criança na periferia ainda é criança
O povo de lá tem respeito pela infância
Ao contrário de você que fica ai jogado
No teu quarto, cheio de bagulho importado
Sem nada pra fazer, assiste na tv uma chacina
Como se fosse um capitulo de novela que termina
Dizendo que queria tá ali dentro, ele deleita
O RAP novamente é a trilha perfeita
Somos indispensaveis na viagem desse vacilão
Uma pá de nego com o corpo estirado no chão
Então diz que é assim que ele queria viver
Adrenalina a mil, pode crer
Ninguem quer saber, quem matou, quem morreu, pra que?
Quando rolar de novo não é ele que vai se fuder
Irmão se cuida, que eu vou cuidar de mim
E não dar mole pra playboy ficar curtindo nosso fim
Eu sei e você sabe o que nós convem
Não vamo ser fantoche de fantasia de ninguem
Venha um dia na favela, a porta tá aberta
Se tiver moral, chega lá e manda a sua ideia

A verdade eu vou dizer mesmo sabendo que el doi
Favela é favela
Playboy é playboy
Pra colar tu vai ter que ter respeito por ela
Playboy é playboy
Favela é favela

Isso é muito mais serio do que parece
Incontrolavelmente a violência cresce
Amanhece, anoitece, cai a madrugada
Pra alguem, não sei quem, a hora já foi marcada
Pode ser comigo, pode ser com você
O motivo quase sempre ninguem sabe dizer
Pressão é grande, estado de alerta constante
Nem sempre do que é ruim da pra se manter distante
Por isso playboy eu fico mal
Quando você me cobra postura de marginal
Nós somos a real, vocÊ a ficção
Apesar do controle continuar em sua mão
Muita coisa mudou e ainda vai mudar
Tá passando da hora dessa porra virar
Colocar tudo no seu devido lugar
Por bem ou por mal, tu vai ter que me respeitar
Hoje eu tô aqui cumprindo uma missão
Representando a ideia de milhares de irmãos
Autentico assim, como vários manos
Coloca a periferia em primeiro plano
Tá na veia o sangue de lá
Suave, PMC, Dj Deco pode crer vou falar
Tamo na area pra te fazer enchergar
Te aproximar do seu devido lugar
Foi estabelecido uma fronteira natural
Nós pra cá, você pra lá
Porque quando se mistura ingrediente que não tem nada em comun
O resultado é previsivel, bomba
Pra conquistar meu respeito
Vai ter que se livrar de qualquer tipo de preconceito
E se ligar quando ouvir a minha voz entender
Eu não sou personagem de fantasia de nenhum playboy

A verdade eu vou dizer mesmo sabendo que el doi
Favela é favela
Playboy é playboy
Pra colar tu vai ter que ter respeito por ela
Playboy é playboy
Favela é favela

Vídeo incorreto?