A primeira vez, mamãe, que eu fui ao cimena
Mergulhei de cabeça em toda aquela cena
Até mesmo você nunca mais foi a mesma
Mergulhei de cabeça e quase
Antes mesmo que as luzes todas se apagassem

Eu já estava assistindo um filme e nem sabia
Que era bem a visão que o tempo me daria
Uma tela enorme e vazia
Eu tive medo
Do que enxergaria ali mais tarde
Ou mais cedo
As poltronas frente à cena nua
Igreja sem deus
Adoravam as imagens numa
Arena cruel
Será que eu pensava assim
Que alguém seria imolado em sacrifício ali
Quem sabe eu?

A primeira vez, mamãe, que eu fui ao cimena
Alterou totalmente o meu sistema
Embaralhou a solução e o problema
Alterou totalmente o quase
Me levou a fugir num vôo de kamikaze

Tinha em mim coisas que você nem imagina
Coisas muito mais baixo e muito mais pra cima

Uma tela enorme e vazia
Eu tive medo
Do que enxergaria ali mais tarde
Ou mais cedo
As poltronas frente à cena nua
Igreja sem deus
Adoravam as imagens numa
Arena cruel

Será que eu pensava assim
Que alguém seria imolado em sacrifício ali
Quem sabe eu?

Vídeo incorreto?