Lá no meio da floresta
Começando a caminhar
Cada passo era uma festa
Pro bichinho que saiu
Da casquinha do seu ovo
E botou os pés no chão

De olhinhos bem abertos
De ameixas, amadurecer
E as pernas que bambeiam
Fazem seu corpo dançar
Num ballet de folha e vento
Parece que vai voar

Bambeia, eia, bicho!
Não cai que balão tu não é
Tu guarde essa flor no umbigo
Leva o destino na ponta do pé

De repente, arapuá
Vem pousar no seu nariz
Faz uma cosquinha tanta
Tenta pegar com a mão
E a mãozinha já ta cheia
De coisinhas que catou
Tem pedrinha, tem folhinha
Tem bichinho, tem também

À noitinha, na floresta
Tem ainda mais mistérios
E o bicho com soninho
Depois da grande excursão
Quer saber mesmo é do ninho
Vai cantando pra dormir

Bambeia, eia, bicho!
Não cai que balão tu não é
Tu guarde essa flor no umbigo
Leva o destino na ponta do pé

Bambeia, eia, bicho!
Não cai que balão tu não é
Tu guarde essa flor no umbigo
Leva o destino na ponta do pé

Vídeo incorreto?