Eu não quero olhar pro chão
Onde gotas caem
Gotas que eu não sei
De onde saem, de onde saem?

Eu não quero olhar pro chão
Ver meus sapatos encharcarem
Em poças surreais
Que não sei mais de onde saem

Em que rua dobrar? Pra onde seguir?
Vou deixar a pureza me levar
Mas que rumo tomar? Se o chão atrai o meu olhar

Eu não quero olhar pro chão
Onde gotas caem
Gotas que eu não sei
De onde saem, de onde saem?

Eu não vou olhar pro chão
Ver meus sapatos encharcarem
Em poças surreais
Que não sei mais de onde saem

Em que rua dobrar? Pra onde seguir?
Vou deixar a pureza me levar
Mas que rumo tomar? Se o chão atrai o meu olhar

O meu olhar, o meu olhar, o meu olhar, o meu olhar

Inimaginável...
Inimigo amável...

Vídeo incorreto?