Já quase de manhã e nada a se guardar
Dispara numa fala cega sempre algum segredo
Não enxerga e chega a ser difícil de escutar
Tudo o que ela diz se não convém
Desaba

A verdade desconecta
A verdade desconexa
A verdade desconcerta
E abre um sol sobre o caminho
Ninguém se cansará
E não se andará só

Já quase outra manhã e quem vai se calar?
Dispara a mesma bala em verbo aceso a grãos de medo
Quem se presta a menos sacrifício vai escutar
Tudo que eu já z você não fez
Desarma

Um segundo de atenção
Para a próxima surpresa
Um minuto uma prisão
Vai se levantar da mesa e
Quem vai achar melhor ter consideração
Quem vai achar melhor ter consideração

Outra palavra sem cortesia
Outra palavra dói

A verdade desconecta
A verdade
A verdade desconexa
A verdade

Vídeo incorreto?