Eu chamo o tempo
Eu subo alto
Santo é o nome da paz
Faço o canto um firmamento
E o lamento não se faz

É liquefeito o passaporte
E pela ponte vai a mente a
qualquer parte
Escadarias amazônicas a Marte
Start, estrela, esteja além, no bem
Sempre sem medo que vem
Como um rio

Dai-me paciência
Haja tanta curva
Mas vale tanto a pena
Ver a cena da canoa

A proa quando apruma voa

A cabaça das idéias
Conhecida por cabeças
Quem sabe talvez mereça
Rosa, lírio, ou azaléia

A proa quando apruma voa
avôa, avôa

Vídeo incorreto?