Zumbi e Chico
Palmares e Xapuri
Seus quilombos, seus empates
Suas guerras de mascates
Seus quilombos, seus empates
Suas guerras de mascates

Reluz na foice cortante
Que o Lhé te deu
Toda a fúria do titã seringueiro
Nosso bangue-bangue tupiniquim
No batuque surreal do terreiro
Nosso povo não precisa estopim

Pra viver assim mais forte que o futuro todo
Pra dizer assim mais força pro futuro torto

Se o direito emana do povo
Começando a semana de novo, nêga
Eu vou arranjar trabalho

Vídeo incorreto?