Numa boate era quase meia-noite
Eu fui beber para esquecer quem me esqueceu
Quando vi sentada em uma mesa uma mulher
Com um problema igual ao meu.
Ao meu convite ela sentou-se em minha mesa
Uma cerveja foi o brinde a nossa dor
E na espuma que cobria os nossos copos
Um velho amor cedeu lugar a um novo amor.

Refrão
Espuma da cerveja
Vai acabando aos poucos.
Espuma da cerveja
Quase me deixa louco.

Porém o dia amanheceu e ela se foi
Para um lado, para o outro eu segui.
Nunca mais ela quis saber de mim
Notícias dela nunca mais eu consegui.
Queria tanto encontrá-la novamente
Mas não consigo descobrir onde ela esteja.
O nosso amor que nasceu entre dois copos
Morreu depressa como a espuma da cerveja.

Vídeo incorreto?