Tanta coisa fora do lugar
ao meu redor,
Minha parte dentro de você
já foi melhor

Um retrato que ficou
enquanto tudo passou
na poeira do tempo

Mesmo assim não quero te deixar
não há razão,
é preciso ainda enxergar
na escuridão

Espero, faço o que não sei
e quando a noite cai
eu espero pra ver

E na verdade você sabe bem
que eu não me iludo
que eu tenho tudo
de você,
por isso mesmo, não há mais ninguém
na cidade inteira que assim
te queira como eu

O brilho só aumenta a solidão
com nitidez
a paisagem presa a flutuar
mais uma vez
quanto tempo vai durar
a incerteza no olhar, o perigo das horas

Mesmo assim eu tento escrever uma canção

Espero, faço o que não sei
e quando a noite cai
eu espero pra ver

E na verdade você sabe bem
que eu não me iludo
que eu tenho tudo
de você,
por isso mesmo, não há mais ninguém
na cidade inteira que assim
te queira como eu

O tempo passa e eu não posso deixar
de dizer

Não, não vá embora
nunca mais, agora ou depois
as outras tardes, você guarde bem
nesse coração, onde não há pecado
nem perdão.

Vídeo incorreto?