Venha sem pressa
Sem nada
Não faça nada para impressionar
Ninguém, ninguém

Ouça o silêncio que deixa
A alma livre pra poder cantar
E amar, e só

Dei a volta no mundo
Procurei você
Perguntei pra qualquer um
Ninguém soube dizer
Eu andei por estradas
Sem saberporque
Sem te encontrar

Venha sem pressa
Sem nada
Não faça nada para impressionar
Ninguém, ninguém

Ouça o silêncio que deixa
A alma livre pra poder cantar
E amar, e só

Tantas guerras eu perdi
Por ter razão demais
Quantos dias se passaram
Sem eu perceber
Quantos anos eu gastei
Antes de conhecer
O meu próprio cais
Subi muros que não soube mais como descer
Quebrei minhas ilusões
E tinha que perder
Tropecei no desespero e corri
Até vencer o medo de me escutar

Venha sem pressa
Sem nada
Não faça nada para impressionar
Ninguém, ninguém

Ouça o silêncio que deixa
A alma livre pra poder cantar
E amar, e só

Vídeo incorreto?