Hoje nada me acalma
Sinto a morte na alma

Tanto ódio contido
Tanto espelho partido
Um espelho por dia
É a tua quantia normal

Não brigue tanto comigo
Que vais perder um amigo
É chegado o momento
Do despedaçamento final

Ainda ouço aquele rock na vitrola
Seu pai no quarto ao lado, ali a bronquear
Você saindo tão gracinha da escola
Diretamente pros meus braços
Pra me beijar

Depois pipoca e cinema meia-luz
Teus olhos tão lindinhos
A me namorar
Altas transaçýes e muita touca

Te segura, meu benzinho
São cenas que não saem da minha mente
São coisas que me deixam tão doente

Eu vou gritando pelo rio de janeiro
Mais alto que o mais alto dos pandeiros
Que acabou de desfilar

Juro, baby hippie
O nosso amor ainda vai recomeçar
Volta logo pro tambá

Vídeo incorreto?