pus uma primavera nos teus olhos
que em verde acordaram a manhã
foi nos ramos dos teus braços
que eu vi a flor do mar dentro de mim
no ninho dos teus beijos
um pássaro de fogo voou, dentro de mim
e no seu bater de asas
espalhou do fogo as brasas
testemunhas do lugar de onde eu vim
e querem que te aqueças dentro de mim.

vejo o sol a nascer do teu sorriso
e agarro-me aos teus braços de marfim
um verão que sem aviso
faz nascer marés dentro de mim
e eu descubro de repente
um sol em quarto crescente dentro de mim.

também soubeste ser folha d'Outono
soubeste adormecer na hora certa
e as folhas mais bonitas
escolheram cair dentro de mim
e o vento das palavras
pôs as canções do oceano dentro de mim
não temas ser Inverno
porque o beijo mais terno
é aquele que se dá chegado o fim
quando tu adormeceres dentro de mim.

Vídeo incorreto?