Neste mundo de agonias
Há quem viva de ilusões
Com sorrisos de alegria
Com uma aos turbilhões

Faz pouco da realidade
Que é triste pra quem vive assim
E pensa que a felicidade
Se consegue pra sempre sem fim

Quando acorda é tarde então
Vão atrás da felidade
Mas quem mora em seu coração
É a dor de uma triste saudade

Faz pouco da realidade
Que é triste pra quem vive assim
E pensa que a felicidade
Se consegue pra sempre sem fim

Quando acorda é tarde então
Vão atrás da felidade
Mas quem mora em seu coração
É a dor de uma triste saudade

Vídeo incorreto?