Dessa vez era um velho que passava
Como os outros parecia não ligar
Para a praça com jardim sem namorados
E por isso só eu vou chorar

Junto ao tempo quase lento eu vi passando
A senhora de sombrinha sem poesia
Desfilava em toda praça vaidade
E por isso só eu vou chorar

Junto a uma garotada
Veio um que só brincava
De correr sobre o jardim
Fiz não ver tanta maldade
O menino nem idade
Tinha pra compreender

Nessa hora sem demora
Veio o guarda pondo fora
A garotada do vai e vem
Dói bem mais pensar que o guarda
Guarda a praça com cuidado
Só esperando o fim do mês

Dessa vez veio a menina
Cachos louros, laço e rendas
Desviando meu olhar
O velho passando com a senhora
O guarda atrás da meninada
Não há mais o que chorar

Na verdade a minha praça
Velho ou velha ou meninada
É o amor, amor... Ah é...

Vídeo incorreto?